Viracopos perde mais passageiros em 2018; veja números | Aeroportos | PANROTAS
AEROPORTOS

Viracopos perde mais passageiros em 2018; veja números

Emerson Souza
Aviões da Azul estacionados em Viracopos, em foto de dezembro de 2018
Aviões da Azul estacionados em Viracopos, em foto de dezembro de 2018
O aeroporto internacional de Viracopos, em Campinas (SP), apresentou queda no número de passageiros ao longo de 2018. De janeiro a dezembro, o terminal recebeu 9,2 milhões de viajantes contra 9,3 milhões de 2017, retração de 1% na relação ano a ano.

De acordo com os números oficiais, essa baixa contabiliza 109,5 mil passageiros a menos transportados em 2018 em relação a 2017. Isso corresponde a pouco menos de quatro dias de movimentação do terminal.

Entretanto, dezembro representou um sinal de melhora para 2019, pois o ano anterior foi encerrado com a sexta alta mensal consecutiva na movimentação de passageiros - muito motivado pela expansão de voos para fora do Brasil. Com isso, foi calculado um avanço de 8,48% em comparação ao mesmo dezembro de 2017.

No último mês do ano, Viracopos foi responsável pelo embarque e desembarque de 843.612 passageiros ante 777.655 de dezembro de 2017.

Ainda sobre 2017, a movimentação de passageiros já havia demonstrado estabilidade, chegando a uma alta de 0,8% em relação a 2016. O recorde de viajantes em Viracopos foi registrado em 2015, com um total de 10,3 milhões de pessoas.

INTERNACIONAL EM ALTA

O segmento internacional contou com recorde histórico em Viracopos. O embarque e desembarque de viajantes cresceu 23,58% em 2018 em relação ao ano anterior. Em números absolutos, foram 673.916 passageiros contra 545.323.

Hoje, o terminal campineiro tem voos internacionais para Orlando, Fort Lauderdale (EUA), Lisboa e Paris – a Azul opera todos, com exceção de Paris, que é operado em codeshare com a parceira Aigle Azur.

Nesta sexta-feira, a Azul inaugurou arota direta para Buenos Aires. Além da capital argentina, a transportadora voará para Bariloche e ao Porto, em Portugal, a partir do segundo semestre.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA