Disney exigirá reserva para visitar os parques na reabertura; entenda

|

Disney
Já preparando o retorno aos parques de Walt Disney World (Magic Kingdom e Animal Kingdom em 11 de julho, e Epco e Hollywood Studios dia 15), a Disney está lançando um novo sistema de registro de ingressos (reserva) e gerenciamento de visitantes.

O novo sistema Disney Park Pass visa controlar a quantidade de visitantes nos parques, para manter possíveis as regras de distanciamento social e segurança para a saúde dos hóspedes. Durante esse período, todos os visitantes com um ingresso e os que possuem o passaporte anual serão obrigados a fazer uma reserva com antecedência, para cada um dos parques, usando essa nova ferramenta no DisneyWorld.com.

Ou seja, é um passo a mais, depois da compra do ingresso. É preciso dizer em que dia se vai a cada parque e não será permitido, por enquanto, ir a mais um parque por dia. A venda de novos ingressos para 2020 deve ser retomada no final do verão americano, mas as vendas para 2021 já podem ser feitas a partir de 28 de junho.

A Disney divulgou hoje os detalhes do novo sistema. Confira.
1 – Os visitantes precisão ter uma conta My Disney Experience, onde os planos de viagem são armazenados e gerenciados. Os profissionais de Turismo já conhecem o app e devem aconselhar a seus clientes a baixarem, pois ele será o centro de controle para entrada nos parques. Os agentes podem fazer todo o processo com o cliente ou orientarem remotamente.

2 – Para fazer a reserva de entrada no parque, é preciso ter um ingresso válido linkado com a conta do My Disney Experience (no app, basta colocar os dados que o ingresso fica armazenado em nome do visitante). O mesmo vale para quem tem o passaporte anual.

3 – Se o visitante também tem uma reserva de hotel Disney, esse dado também precisa estar cadastrado no My Disney Experience (lembrando que é o app onde ficam todos os dados de viagens Disney do passageiro).

4 – Até aqui eram passos que já existiam, e que a Disney recomendava que os visitantes fizessem, para gerenciarem suas viagens pelo app. Mas agora, ao entrar no app e linkar seu ingresso, o visitante deve acessar o calendário de datas de reservas disponíveis. Isso para cada um dos parques a serem visitados. Mesmo quem tenha um ingresso para múltiplos parques, precisa fazer uma reserva para cada parque, indicando o dia da visita. Famílias e grupos de amigos podem linkar seus ingressos em conjunto, para que suas visitas sejam feitas no mesmo dia e horário. Ou seja, aqui o agente de viagens precisa fazer a reserva para o dia exato que o passageiro quer estar em cada parque.

5 – As reservas para os parques estão com capacidade reduzida devido às medidas de saúde recomendadas pelas autoridades. A disponibilidade pode mudar quando a reserva for finalizada.

6 – O visitante pode escolher um parque por dia. A possibilidade de ir a mais de um parque por dia (que havia no ingresso com opção Hopper) está suspensa temporariamente. Isso devido à necessidade de redução da capacidade dos parques. Quem já adquiriu ingresso com as opções Hopper ou Hopper Plus pode visitar DisneyWorld.com/Updates e consultar as opções de modificação e cancelamentos. A Disney espera voltar com essa opção em breve, mas ainda não há uma data definida.

7 – Para quem já tem ingresso: será informado em breve quando o sistema de reservas estará disponível, e esse fluxo será feito em fases, começando pelos que têm reservas em hotel Disney. A Disney promete voltar a vender novos ingressos e reservas de hotéis para 2020 ainda neste verão, mas quem tem ingresso ou hospedagem já comprada poderá continuar a usar o sistema. Ainda não há uma data para a volta das vendas para este ano. A Disney disse apenas que as novas vendas voltarão no final do verão (americano).

8 – Para quem não tem ingressos e está planejando uma viagem para 2021: a partir de 28 de junho, todos poderão fazer novas reservas e comprar novos ingressos para visitas a partir de 2021. Os profissionais e os visitantes poderão ver a disponibilidade no DisneyWorld.com, antes de comprarem.

ASSIATA AO VÌDEO QUE A DISNEY PREPAROU SOBRE AS NOVIDADES



MOBILE
A Disney promete novas funcionalidades mobile para os hóspedes planejarem suas experiências. Para 2021, está previsto o uso dos dispositivos móveis como ingressos e outros benefícios hoje linkados na pulseira (magic band).

Com isso, os hóspedes dos resorts Disney não irão mais receber uma pulseira gratuita ao se hospedarem, pois poderão usar o smartphone como ingresso e meio de pagamento, por exemplo. Os hóspedes que quiserem a magic band poderão comprá-las a preços especiais. Elas não deixarão de existir e a Disney promete mais cores e personalizações.

Saiba mais em DisneyWorld.com/Updates.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA