VP da Disney fala da volta de atrações, produtos e shows

|

PANROTAS / Artur Luiz Andrade
Javier Moreno, vice-presidente sênior da Disney Destinations
Javier Moreno, vice-presidente sênior da Disney Destinations
Javier Moreno, vice-presidente sênior da Disney Destinations, responsável por Vendas e Soluções nos complexos de Walt Disney World, Disneyland California, Disney Cruise Line, Adventures by Disney e Aulani (resort no Havaí), se mostrou, durante o IPW 2022, em Orlando, bastante otimista com o atual cenário de retomada das viagens.

Primeiro por causa de todas as novidades Disney, que vão da celebração dos 50 anos de Walt Disney World, até março de 2023, até o lançamento, no final do mês, do Disney Wish, novo navio da Disney Cruise Line. Mas tem também a volta dos shows na Disneyland, os cruzeiros temáticos da DCL, como Pixar Day at Sea, e o aguardado retorno, em Orlando, de Fantasmic e do musical baseado em Procurando Nemo, que será repaginado.

E depois porque, segundo ele, a Disney vem percebendo grande interesse de viajantes de todo o mundo, incluindo o Brasil, para viagens ao destino. “Há muito entusiasmo e toda a máquina Disney está trabalhando para essa volta”, disse, em entrevista. “O Brasil continua sendo um dos mercados-chave para a Disney”, garantiu.

NOVAS REGRAS DISNEY

Perguntado sobre até quando iria o agendamento do dia de visita aos parques em Orlando, Moreno disse que não há previsão e que essa medida ajudou muito no planejamento dos visitantes. “A medida permite que os viajantes se planejem e tenham acesso assegurado aos parques.”

Sobre a volta dos planos de refeição, muito populares entre brasileiros, ainda não há previsão de retorno, mas o VP garante que a Disney está ciente de que se trata de um gancho de vendas importante. “Vamos seguir tentando entender como esse sistema funcionaria durante a visita. É um tema muito importante.”

Outro pedido do mercado brasileiro, o acesso às reservas da experiência de duas noites no Star Wars: Galactic Starcruiser, em Orlando, também ainda não tem prazo para acontecer. O cruzeiro intergaláctico, que inclui interações com personagens e pernoites no hotel exclusivo da experiência, aceita reservas somente dos mercados canadense e americano. Segundo Moreno, a Disney também está entendendo como ampliar o acesso a outros mercados e o Brasil é prioritário nisso.

PANROTAS / Artur Luiz Andrade
Taylor Atkins, manager, communications & integration, Sarah Domenech, public relations manager, Javier Moreno, senior vice president, Disney Destinations Sales & Solutions, e Dave Coombs, diretor, Public Relations
Taylor Atkins, manager, communications & integration, Sarah Domenech, public relations manager, Javier Moreno, senior vice president, Disney Destinations Sales & Solutions, e Dave Coombs, diretor, Public Relations
Javier Moreno diz que todas as mudanças recentes, como o fim da venda antecipada do acesso à Lightning Laneem WDW, são pensadas para melhorar a experiência dos clientes, com análises depois de um período de testes. Na Califórnia, por exemplo, a Disney não viu a necessidade de mudar a venda antecipada para o produto e o processo continua o mesmo.

A PANROTAS viajou a convite da US Travel Association, com proteção GTA, incluindo contra covid-19, e voando American Airlines
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA