AGÊNCIAS DE VIAGENS

Infeliz e desrespeitosa, diz Abav-SP sobre campanha da Decolar

O presidente da Abav-SP, Fernando Santos, disse, em entrevista ao Portal PANROTAS, que a campanha da Decolar retirada do Youtube ontem após pressão de agentes de viagens e entidades como a Abav Nacional, é de extremo desrespeito, infelicidade e incoerência. “Não dá para entender como uma empresa que se diz agência de viagens (on-line) e associada à Abav lança uma campanha que vai contra tudo o que ela prega”, afirmou Santos.


Emerson Souza
Fernando Santos, presidente da Abav-SP
Fernando Santos, presidente da Abav-SP

Santos revelou que tomou conhecimento da campanha por meio de um comunicado interno da Abav Nacional para os presidentes das estaduais. “Logo em seguida, ficamos sabendo dos passos que a nossa presidente Magda Nassar tomaria a partir dali”, destacou.

Apesar da “péssima campanha contra os agentes”, o dirigente acredita que a comunicação da Decolar surtirá pouco efeito ao consumidor final, que hoje está mais inteligente e criterioso em relação às ações de marketing. “Hoje ele não é aquele que vai na internet e compra sem pensar. Ele sabe que um agente de viagens pode fazer uma consultoria completa, bem diferente do que a Decolar faz, já que ela lidera no ranking de reclamações do Reclame Aqui”, pontuou Fernando.

Empossado há menos de um mês na Abav-SP, Santos se diz indignado com a postura de uma associada filiada por vontade própria e que mantém uma presença ativa na maioria dos eventos realizados pela entidade. “Eu não consigo entender como uma campanha dessa vai para o ar sem o crivo e a análise de profissionais que saibam o propósito da empresa em que estão trabalhando. Não entra na minha cabeça”, afirma.

OS PRÓXIMOS PASSOS
Com a crise instaurada dentro da Abav-SP, que hoje possui cerca de 450 associados, Santos pediu ontem (12) mesmo a abertura de um processo interno para avaliar o futuro da Decolar na entidade. O processo será conduzido pelo conselho de ética da associação, composto por três nomes.

“As provas [vídeos] já foram apresentadas e o conselho já iniciou a avaliação da postura da Decolar e se o Código de Ética da Abav foi ferido ou não. A partir do critério do conselho e do Código de Ética, tomaremos as devidas providências, que vão desde retratação a desfiliação da empresa”, afirmou.

Executivos da Decolar deverão ser convidados a prestar informações ao Conselho. “Não daremos nenhum tipo de canetada antes do fim das apurações do ocorrido. Não podemos ir de encontro com o nosso estatuto. A Decolar é associada à Abav por ser uma agência de viagens, que cumpre todos os requisitos para tal. Sua única diferença é não ter um atendimento físico”, informou o dirigente.

“Eu acho que o mínimo que devemos pedir à Decolar é uma retratação nos mesmos canais onde os vídeos foram veiculados. Assumindo o erro e se retratando publicamente pode ser o primeiro passo rumo a uma nova parceria. De novo, eu não consigo entender a razão dessa campanha. Como uma agência que tem um canal dedicado a agentes de viagens, que comissiona esses profissionais de acordo com suas vendas, faz uma dessas?”, questiona.

Os conselheiros da Comissão de Ética da Abav estadual são Francisco Leme da Silva (Jet Stream), Henrique Sergio Abreu (Casablanca Turismo), Ibrahim Georges Tahtouh (IT Mice Travel Solutions) e, como suplente, Alexandre Augusto Pereira (CW Tour).

A FORÇA DA ABAV
O episódio lamentável, segundo Santos, serviu para reforçar a força e o respeito que a Abav tem entre associados, fornecedores e agentes de viagens. “É o órgão que responde pelo agente e que luta pelos diretos e respeito a esses profissionais. O fato de terem tirado os vídeos do ar na primeira reclamação da Abav, no mesmo tempo que mostra respeito à entidade, revela a incoerência das atitudes da Decolar. A impressão que a gente tem aqui de fora, é que ninguém sabia dessa campanha e que ela foi parar nas redes sociais sem a autorização de nenhum gestor ou diretor”, concluiu.

Segundo Magda Nassar, presidente da Abav Nacional, o assunto ainda não acabou. “A Abav-SP está reunida e conduzirá todo o processo, de acordo com as regras do nosso estatuto.”

Em nota, a Decolar disse que levou em consideração ao desconforto que possa ter gerado em alguns agentes de viagens. "A Decolar decidiu cancelar a campanha, levando em consideração o desconforto que possa ter gerado em alguns agentes de viagem. Informamos que a mesma já foi retirada do ar e reafirmamos nosso reconhecimento e respeito pelo setor. A Decolar é parceria do setor, e irá continuar trabalhando para fortalecer cada vez mais o Turismo no País".

Atualizada às 13h


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA