Destinos do Caribe exigem de viajantes teste negativo de covid-19

|

Divulgação República Dominicana
República Dominicana
República Dominicana
As ilhas caribenhas, aos poucos reabrindo para o Turismo internacional, não podem se dar ao luxo de barrar visitantes americanos, como a Europa, porque dependem quase que totalmente do envio de turistas dos Estados Unidos. Mas também não podem deixar a covid-19 se alastrar novamente por seus territórios. A solução, segundo reportagem do portal Travel Weekly, que fez um levantamento dos principais destinos do Caribe, foi intensificar as medidas de saúde e segurança (uso de máscara obrigatório e distanciamento social), incluindo a obrigatoriedade de um teste negativo recente de covid-19 (a maioria das vezes feito até 72 horas antes do embarque). Alguns destinos, porém, ainda não aceitam a entrada de americanos e visitantes da América do Sul.

A maioria dos aeroportos tem testagem para a covid-19, e se o passageiro estiver com a doença terá de ficar em quarentena de 14 dias. Os testes são pagos à parte pelo viajante e alguns demoram 24 horas para o resultado, período em que o turista fica em quarentena (ou no hotel ou em centros médicos).

Confira abaixo o levantamento da Travel Weekly e clique aqui para ler a matéria original.

ANGUILLA: As fronteiras reabrem em 14 de julho para os voos internacionais. O destino, livre da covid-19, criou um site com informações sobre o combate à doença e a retomada da economia: www.beatcovid19.ai. Outro site traz informações de Turismo: https://ivisitanguilla.com/pt/.

ANTIGUA E BARBUDA: O destino já conta com voo diário da American Airlines, de Miami. Os visitantes ao chegar devem preencher um formulário de saúde e apresentar um teste negativo para covid-19, feito há menos de sete dias da chegada. Os visitantes podem ter de fazer outros testes durante a estada.

ARUBA: Com fronteiras abertas, o destino exige teste negativo para covid-19 feito 72 horas antes da checada e um formulário antes do embarque.

BAHAMAS: O destino exige o preenchimento antes do embarque de um pedido de visto eletrônico de saúde, o Bahamas Health Visa. Os viajantes devem anexar o resultado de um teste negativo para covid-19, feito sete dias antes da chegada às Bahamas. www.bahamas.com/travelupdates.

BARBADOS: Viajantes de países considerados de risco devem apresentar um teste negativo para covid-19, realizado até 72 horas antes do embarque. Também devem preencher um formulário on-line. Após serem liberados, receberão um código de barras para entrada no destino. Quem não tiver a documentação será testado na chegada e terá de ficar em quarentena por pelo menos 48 horas.

BERMUDA: Visitantes devem preencher um formulário on-line até 48 horas antes do embarque e pagar uma taxa de US$ 75, que inclui um teste para covid-19 feito na ilha. Mesmo assim, o visitante deve apresentar um teste negativo feito no máximo cinco dias antes da chegada no destino. Todos são testados novamente na chegada.
Se o visitante não tem o teste anterior, ele é testado ao chegar ao país e deve ficar em quarentena por três dias, quando é realizado um novo teste. Se testar positivo, a quarentena é de 14 dias.

BONAIRE: Está aceitando máximo de mil visitantes por dia, somente da Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Alemanha e França. Todos devem apresentar teste negativo para covid-19, feito 72 horas antes do embarque.

CARIBE MEXICANO: As fronteiras terrestres entre Estados Unidos e México continuam com restrições (somente são permitidos visitantes em viagens essenciais), mas o fluxo aéreo está liberado e Cancun não tem restrições aos visitantes estrangeiros. Há a necessidade do preenchimento on-line do cartão de entrada no México, e também há checagem de temperatura e reconhecimento facial na chegada ao Aeroporto de Cancun.

CAYMAN: Fronteiras fechadas para voos internacionais até 1º de setembro.

CURACAO: Fronteiras abertas, mas não para viajantes dos Estados Unidos e América Latina (exceção feita às ilhas do Caribe). É exigido teste negativo para covid-19, feito até 72 horas antes do embarque. Também é necessário um cartão digital de imigração e um cartão de localização do passageiro.

DOMINICA: Previsão de reabertura para 15 de agosto.

GUADALUPE: Visitantes dos Estados Unidos não são permitidos por enquanto. Os demais devem apresentar teste negativo para covid-19, feito até 72 horas antes do embarque, ou podem optar por um teste no aeroporto, ao custo de US$ 95.

ILHAS VIRGENS AMERICANAS: Fronteiras reabertas e com protocolos do CDC americano.

Divulgação
Jamaica
Jamaica
JAMAICA: Visitantes dos Estados da Flórida, Texas, Nova York e Arizona devem apresentar, via upload no visitjamaica.com, o resultado negativo para covid-19, em teste feito até sete dias antes da chegada.

PORTO RICO: A reabertura está prevista para 15 de julho. Visitantes devem preencher declaração de saúde e apresentar teste negativo para covid-19, feito até 72 horas antes do embarque. Quem chegar sem o teste e testar positivo no aeroporto ficará em quarentena de 14 dias no hotel. Até 22 de julho, é proibido sair às ruas entre dez da noite e cinco da manhã.

REPÚBLICA DOMINICANA: Visitantes devem preencher formulário e se apresentarem sintomas na chegada ao destino serão testados para covid-19. Se o teste der positivo, viajantes ficarão em quarentena no hotel.

ST. BARTS: Também exige teste negativo para covid-19, feito até 72 horas antes do embarque. Os testes devem ser enviados aos hotéis antes da viagem. O visitante pode fazer um teste no aeroporto, mas precisa ficar em quarentena por 24 horas esperando o resultado. Se o resultado der positivo, terá de ficar no centro de quarentena da ilha.

ST. LUCIA: Exige teste negativo para covid-19, feito até sete dias antes do embarque, e o preenchimento de um formulário eletrônico. O turista deve indicar em que hotel certificado estará hospedado: Bay Gardens Beach Resort & Spa, Sandals Grande St. Lucian, Ladera, Stonefield Resort Villas and Sugar Beach-A Viceroy Resort. Passageiros que testarem positivo no aeroporto terão de ficar em quarentena em um dos hospitais da ilha.

ST. MAARTEN: Voos dos Estados Unidos ainda estão suspensos, e os visitantes de outros países devem apresentar teste negativo para covid-19, feito até 72 horas antes do embarque.

TURKS AND CAICOS: As fronteiras para voos internacionais serão reabertas em 22 de julho. Autoridades exigirão teste negativo para covid-19 feito até 72 horas antes do embarque e prova de que o visitante poderá pagar os custos médicos de uma internação (pode ser um seguro viagem). O passageiro também precisa preencher um formulário on-line de saúde.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA