CEO da CVC Corp dá 9 razões para acreditar na retomada

|

Divulgação/CVC Corp
Leonel Andrade, CEO da CVC Corp, comemorou o prêmio Top of Mind 2021
Leonel Andrade, CEO da CVC Corp, comemorou o prêmio Top of Mind 2021

O presidente da CVC Corp, Leonel Andrade, está prestes a completar dois anos no comando da empresa e não houve nenhuma teleconferência com investidores neste período em que ele esteve tão animado como a de hoje (16 de março).

Na divulgação dos resultados de 2021 (R$ 9 bilhões em vendas e prejuízo de R$ 486 milhões) com os acionistas, o executivo afirmou que a empresa está em um movimento ascendente fortíssimo e nunca teve tantas movimentações comerciais desde o início da crise.

Ele listou razões para acreditar em uma retomada forte e na manutenção do posicionamento de liderança da companhia em 2022.

Confira:
1. INVESTIMENTO RECORDE
Aportes em plataformas digitais, clientes, distribuição e marketing. Só em tecnologia, a CVC Corp investiu R$ 134 milhões no ano passado, e para 2022 a garantia é de manter ou aumentar esta cifra. No geral, a empresa anuncia investimentos 20% maiores este ano, tanto no B2C quanto B2B.

Tudo isso faz parte de um contexto de convergência dos canais on-line e off-line das empresas do grupo, incluindo todas as vendas de pacotes, passagens, aluguel de carros, cruzeiros marítimos, ingressos e outros produtos. O WhatsApp será adicionado como canal de atendimento e o cliente CVC Corp será compreendido tanto na internet quanto nas lojas físicas, garante o presidente.

Aportes também estão sendo feitos nas marcas VHC, de aluguel de casas, que segundo prevê Andrade terminará o ano com mais de 1.000 propriedades, além da WeTrek, que o executivo avalia como "um negócio extremamente moderno, que está iniciando, e acoplará muito valor à companhia, com experiência local e de redes sociais". Este produto já está ativo na Flórida e em breve deverá começar atingir outros destinos onde estão localizados os maiores públicos da CVC Corp.

Por fim, na área de Marketing, a CVC Corp promete investimentos robustos principalmente pela conveniência de uma data importante para a empresa. "A empresa completa 50 anos em maio. Entraremos em um movimento mais consistente de comunicação, marketing e promoções. O próximo trimestre será de muito movimento e nos dá grandes perspectivas. Vocês verão muita coisa boa no marketing nos próximos meses", prometeu Leonel Andrade aos acionistas.

2. MENOR ENDIVIDAMENTO EM 2 ANOS
A CVC Corp atingiu, no fechamento de 2021, sua menor dívida líquida em dois anos. A empresa encerrou 2019 devendo quase R$ 1,8 bilhão, valor que agora está em pouco mais de R$ 323 milhões.

"Hoje nossa dívida líquida está menor do que a capitalização. A companhia agora tem gestão de receita muito resistente e está pronta para protagonizar a retomada. Estamos 100% operacionais para isso. Nossa posição de caixa está pronta para que possamos desempenhar nosso papel no Turismo e na retomada", afirma o dirigente. "Tudo isso graças ao apoio substancial e concreto dos nossos acionistas."

3. "EMPRESA INTACTA"
"Somos a única companhia que seguiu pagando 100% a seus colaboradores, sem grandes desmontes de áreas e estruturas e ainda continuamos investimos. Passamos a pandemia pagando todas as dívidas e colaboradores, sem fazer redução de pessoas", assegura Leonel Andrade.

4. ALAVANCAGEM OPERACIONAL
De acordo com o presidente da CVC Corp, a empresa teve uma alavancagem operacional que o faz ter convicção em um salto de receita com despesas muito controladas.

5. CLIENTES CONTÁVEIS, CROSSELLING E FIDELIDADE
A CVC Corp acredita em um mapeamento detalhado de 30 milhões de clientes, que vai ser fundamental para engajá-los e trazer para seu programa de fidelidade.

"Quem tem 30 milhões de clientes tem tudo. Vamos conseguir engajá-los e realizar o crosselling entre nossas empresas, entre nossos ambientes on-line e virtuais. Essa robustez será a base para nosso programa de fidelidade, que seguramente será o maior do Turismo brasileiro", promete Andrade.

6. VENTOS A FAVOR
Após um 2021 com "pressão total" por conta da pandemia, a CVC Corp passa a acreditar em um ano de retomada plena, com avanço da vacinação e com o enfraquecimento do vírus e suas variantes.

"Pela primeira vez desde que cheguei à empresa posso dizer que sou otimista em relação à pandemia. Dá para dizer que a retomada da malha aérea vai encerrar o ano em pelo menos 90% da oferta de 2019. Tem empresa que fala em 100%", comemora. "Aqui na CVC Corp acreditamos na ciência e consequentemente na recuperação de todos os negócios."

7. A FORÇA DAS LOJAS NOVAS
A CVC Corp encerrou 2021 com 1.176 lojas no Brasil, das quais apenas quatro com o novo layout criado no ano passado. Leonel Andrade acredita em uma expansão massiva das lojas no novo modelo neste ano e que, quando estiverem totalmente operacionais, farão diferença na receita. A expectativa é de que em média uma loja por semana seja convertida para o novo layout até o fim de 2022 e que, por contrato, todas as unidades têm de estar com a cara nova até 2024.


Divulgação/CVC
Por contrato, todas as lojas CVC têm de estar com a cara nova até 2024
Por contrato, todas as lojas CVC têm de estar com a cara nova até 2024
"Essas lojas têm mostrado vendas bem superiores e quando acoplarmos a elas toda tecnologia e frontoffice, o resultado será expressivo. Um dos diferenciais desta loja é a vitrine eletrônica que será on-line e real time, com capacidade de operá-la à distância e usar como merchandising aos parceiros", afirma. "Muitas atividades melhorarão com as novas tecnologias, sobretudo na interação do digital com o físico, que será totalmente integrada até outubro. Com ela, o cliente já chegará ao seu ambiente identificado, com propensão prévia inscrita."

Ainda que seja líder em lojas no País, este número está 18% menor em comparação com o início da pandemia. Aos acionistas, Leonel Andrade garante que o risco de perdas de mais franquias agora é inexistente, pois praticamente todas as renovações foram garantidas até o começo deste ano. "Todas estão renovadas por pelo menos dez anos, o que é uma ótima notícia. Temos nenhum ou baixíssimo risco de mais fechamento. Temos ainda a melhor marca, melhor confiança, melhor suporte e estamos investindo pesadamente nas franquias", afirma Andrade.

8. "MELHOR TIME"
O presidente da CVC Corp se demonstra satisfeito com o nível de desempenho atingido pela equipe. Alta performance, conhecimento técnico e responsabilidade com governança e compromisso de longo prazo são os pontos mencionados por Andrade, que ainda ressalta a equidade de gênero atingida nas posições de liderança.

"Dos meus nove reports, cinco são mulheres. Chegamos a uma equidade de gênero salutar, e isso reflete em nossos clientes. Ainda assim, este é apenas um primeiro passo em nossas metas de diversidade. Temos o compromisso público de valorizar cada vez mais em termos raciais e com portadores de deficiência."

9. "ARGENTINA NUNCA ESTEVE MELHOR"
Cerca de 20% da receita da CVC Corp são produzidas pelas empresas do grupo na Argentina, share este que Andrade acredita em um teto de 25%. Ele garante que, tal como no Brasil, a empresa é líder de mercado no país vizinho.

Com o programa Previaje, feito pelo governo argentino para fortalecer o Turismo local, os negócios prosperaram para a CVC Corp naquele mercado.

"Lá temos um time único, em integração. Não temos mais sócios locais, pela primeira vez a fronteira está aberta e termos a liderança brasileira e argentina é muito importante para nós, pois o fluxo de turistas entre esses países é gigantesco. Teremos muita alegria com a Argentina."
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA