Transamérica Comandatuba atrai novos voos e facilita reservas para agentes

|

Mais que um resort, o Transamerica Comandatuba quer cada vez mais ser visto como um destino. Além de receber novos voos durante o segundo semestre, o tradicional empreendimento localizado no Sul da Bahia vem passando por um reposicionamento comercial que visa aproximar os agentes de viagens dos negócios. Sob a direção geral de Rodrigo Galvão desde outubro de 2020, o resort aposta no trade especializado para alavancar vendas em diferentes regiões do Brasil.

PANROTAS / Marcel Buono
Rodrigo Galvão assumiu a direção geral do Transamérica Resort Comandatuba em outubro
Rodrigo Galvão assumiu a direção geral do Transamérica Resort Comandatuba em outubro
“O Transamérica Comandatuba sempre foi muito bem reconhecido, mas também muito restrito. Temos um público ainda muito segmentado, principalmente de São Paulo e outras regiões do Sudeste, mas sabemos que há pessoas no Brasil inteiro com o nosso perfil de férias. Dentro da nossa estratégia, as agências de viagens são fundamentais para que o resort ganhe capilaridade na sua distribuição pelo País”, disse Galvão.

De acordo com o diretor-geral, uma série de ações estão sendo implementadas para facilitar as vendas dos agentes de viagens, incluindo equalizações de condições tarifárias, disponibilidade de atendimento e uma maior oferta de voos diretos. Na última semana, 29 agentes de viagens de São Paulo e do Paraná visitaram a estrutura do local durante um famtour organizado pela operadora ViagensPromo.

“Com a ViagensPromo a gente tem uma parceria muito legal. Eles estão abrindo novas bases, chegando a novos mercados e têm uma base de agências muito fiel. O operador consegue direcionar a venda, por isso trazemos agentes de viagens para cá: para que validem a qualidade do produto e tenham condições comerciais para distribuí-lo entre seus clientes. Essa foi a primeira ação de várias que temos planejadas”, comentou Galvão.

PANROTAS / Marcel Buono
Leandro Roberto (executivo de Vendas da ViagensPromo) entre Rodrigo Galvão e Jéssica D'Amico, do Transamérica Resort Comandatuba
Leandro Roberto (executivo de Vendas da ViagensPromo) entre Rodrigo Galvão e Jéssica D'Amico, do Transamérica Resort Comandatuba
Outra mudança recente foi a recategorização das acomodações. Segundo o diretor-geral do Transamerica Comandatuba, o modelo anterior podia causar estranheza na hora de pesquisar quais as opções mais adequadas para cada tipo de cliente.

“A recategorização também foi feita pensando na simplificação da venda. Antigamente, a categoria mais barata, por exemplo, era chamada bangalô superior. Era um pouco confuso, até mesmo porque a experiência de se hospedar em um bangalô é diferente da de um quarto. Para o agente de viagens ficou muito mais fácil entender o que cada acomodação oferece e direcioná-las para cada cliente. Está muito mais lógico e didático”, completou.

DO AEROPORTO AO QUARTO
Localizado no município de Una (BA), o Transamérica Comandatuba tem como um dos seus grandes diferenciais um aeroporto próprio, construído a cerca de três quilômetros do resort. Em fevereiro deste ano, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) autorizou a instalação a receber voos comerciais, atraindo novas rotas regulares da Azul e da Latam. Até então, apenas voos fretados eram permitidos.

“O principal gargalo para o crescimento de Comandatuba era a malha aérea, mas com esse incremento acreditamos que o potencial da região será melhor aproveitado. O aeroporto traz ao passageiro um conforto sem igual. Além do tempo de deslocamento, que é de apenas 10 minutos, não é preciso esperar pela bagagem na esteira. Você desce do avião, entra no ônibus e vai direto para a balsa de acesso à ilha. As malas vão direto para o quarto”, explicou Rodrigo Galvão.

PANROTAS / Marcel Buono
Márcia Santana, do Transamérica Comandatuba, recepciona visitantes no resort
Márcia Santana, do Transamérica Comandatuba, recepciona visitantes no resort
“Em grande parte dos resorts do Nordeste o passageiro desembarca no aeroporto e ainda tem que se deslocar por mais de uma hora por estrada. Isso não acontece aqui e conversa muito com o novo momento do Transamérica Comandatuba: ser um resort mais fácil para todos os envolvidos. Temos a preocupação de deixar felizes os passageiros, os agentes de viagens e também os nossos colaboradores”, completou o diretor-geral do resort.

A partir de 26 de junho, a Azul Linhas Aéreas passará a operar voos semanais a partir dos aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Confins, em Belo Horizonte. Já a Latam inicia sua operação em 1º de agosto, conectando a capital paulista ao resort all inclusive baiano. Os voos por fretamento continuam sendo permitidos e a ViagensPromo conta com uma parceria para os feriados da Independência, em setembro, e da Proclamação da República, em novembro.

Ainda é possível acessar a Ilha de Comandatuba a partir do aeroporto de Ilhéus (BA), cerca de 75 quilômetros ao Norte.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA